domingo, 25 de novembro de 2007

6

Há muitos anos que faço quase inconsciente e automaticamente a regra dos noves fora sempre que vejo vários dígitos agrupados (num relógio, num bilhete de metro, numa matrícula...) e, tirando a minha especial preferência pelos ímpares (sem qualquer motivo plausível que a justifique), não há número que eu pior deteste que o seis. É o desenho do número, é o nome, é a palavra escrita. Tudo.

O que eu gostava de não ser tão obcecada com perfeitas idiotices. Era isso e falar italiano.

5 inputs:

Tânia disse...

E não é que é o meu preferido?!?
E o 24...
Vá-se lá perceber como duas manas adquiriram genes tão díspares! O que vale é que o da beleza sobrou para ambas...

ana disse...

pior detestar é igual a melhor adorar? :S

underdog disse...

era uma expressão q um conhecido meu usava e q me punha os cabelos em pé.. "o q eu pior detesto"..

ana disse...

ok, mas que pretendia significar?
;)

underdog disse...

passo a contar a situação:

cruza-se connosco um gato vadio, e essa pessoa comenta "Se há coisa que eu pior detesto são gatos! Uma vez até desmaiei no meio da rua de tão mal que me senti.."

Julgo que seria no sentido de odiar, detestar. Como nota paralela posso dizer que a alcunha dele era "aldrabão" :P