quinta-feira, 11 de maio de 2006

Sábado, 29 de Abril de 2006

15h40 . A amiga Paz começa a despachar-se para o casório da noiva Pipa.
16h15 . Em tempo record, embora já atrasada, a amiga Paz sai de casa enfiada numa coisa estranha a que chamam vestido, calçando uma outra coisa estranha (uma em cada pé) que a eleva uns bons 4 a 5cm e com pinturas faciais.
16h17 . A amiga Paz faz a sua primeira tentativa de dirigir um automóvel calçando a tal outra coisa estranha (uma em cada pé).
16h17 e ¼ . a amiga Paz implora ao telefone que a venham buscar.
16h17 e ¾ . a amiga Paz ofende em pensamento um agora ex-grande amigo.
16h19 . A amiga Paz faz uma outra tentativa de dirigir um automóvel com aquilo nos pés.
16h23 . A amiga Paz deixa-se de merdas, tira a tal outra coisa estranha dos pés e calças os seus sempre fiéis ténis.
16h35 . A amiga Paz junta-se a outras amigas e amigos vestindo e calçando coisas estranhas (umas mais que outras), alguns com pinturas faciais.
16h47 . A amiga Paz destila debaixo da coisa estranha que traz vestida e dos 30 e muitos graus que se fazem sentir.
16h59 . Amigos e amigas chegam ao recinto da festa combinada.
16h59 e ¾ . o fotógrafo ataca as amigas acabadas de chegar com laranjas.
17h12 . Kiko & Kim, artistas de Karaoke, babam vertiginosamente ao verem tantas mulheres bonitas, bem vestidas e com a dentição completa.
17h25 . A noiva derrete dentro do vestido à espera da conservadora que não chega, enquanto pensa para si mesma “um, dois, três, pé direito.. Um, dois, três, pé esquerdo..”.
17h40 . A conservadora chega e os convidados descobrem que a senhora está morta há, pelo menos, meia década. Os noivos ignoram esse facto porque precisam mesmo de casar uma vez que já pagaram a lua-de-mel e as alianças.
17h41 . A noiva dá um passo e a amiga Noiva II Semestre chora.
17h41 e ½ . A noiva dá o segundo passo e a amiga Lilith chora.
17h42 . A noiva dá o terceiro passo e a amiga Paz finge que não chora.
17h42 e ½ . A noiva dá o quarto passo e o noivo morde o lábio para o queixo parar de tremer.
17h43 . É estrondosa e esmagadora a vitória das amigas-lamechas-com-lágrima-no-canto-do-olho.
17h44 . A conservadora segreda palavras aos noivos que os convidados supõem ser “1, 2, 3, vivós noivos! Onde é que está o meu cheque?”.
17h50 . Para espanto de todos a conservadora continua a segredar aos noivos e 3 dos 4 padrinhos são canhotos.
17h59 . A equipa da noiva ganha (por larga vantagem) no arremesso do composto especial arroz+pétalas ao quase vazar uma vista ao noivo, enquanto a equipa do noivo não vai mais longe do que umas suaves cócegas nos pés da noiva.
18h05 . O fotógrafo ataca novamente e os convidados fogem (algumas convidadas, no entanto, não!)
18h15 . A noiva põe a tocar a marcha nupcial em toque polifónico emitido pela sua liga musical e é o delírio entre as amigas.
18h27 . A noiva pega, com excelência, o noivo ao colo. O júri atribui-lhe um 9.8 por não o ter atirado ao ar.
18h33 . O fotógrafo continua a atacar e as bebidas a chegar.
18h45 . Kiko & Kim, artistas de Karaoke, continuam a babar vertiginosamente.
18h57 . A amiga Paz, o amigo Citron e a amiga Xuga fazem um rally-paper pelas caixas MultiBanco num raio de 5km.
19h40 . O jantar começa a ser servido e o primo do noivo não sabe se o pão dele é o que está à esquerda ou à direita.
20h05 . O amigo Citron está quase bêbedo e o primo do noivo continua sem saber qual é o pão dele (mas já despachou os dois, por via das dúvidas).
21h27 . É apresentada aos convidados a montagem de fotos e músicas (tudo junto e sem ser no PowerPoint!) que alguns amigos prepararam para os noivos. Há risada geral.
21h45 . É apresentada aos convidados a montagem de fotos e músicas (tudo junto e sem ser no PowerPoint!) que os noivos prepararam para os convidados. Há risada geral com uma foto do noivo com sardinhas.
21h50 . As amigas-lamechas-com-lágrima-no-canto-do-olho voltam ao ataque e novamente dominam.
21h59 . As luzes acedem-se e os guardanapos enchem-se de rímel.
22h08 . Os netos (noiva e irmão) oferecem aos avós as alianças de Bodas de Ouro (50 anos de matrimónio). O avô faz piadas enquanto o neto-que-nunca-verte-uma-lágrima chora que nem um bebé abraçado à avó querida.
22h27 . A sala de Karaoke abre e a amiga Noiva II Semestre não larga mais o microfone.
22h28 . Kiko & Kim, artistas de Karaoke, rejubilam enquanto grunhem um para o outro de tanta felicidade.
22h29 . A amiga Chiquibem e a amiga Lilith agarram-se a outros dois microfones.
22h30 . Kiko, artista de Karaoke, tem um princípio de enfarte do miocárdio.
22h45 . A Tia Teresa junta-se à festa e dá uma lição de dança moderna aos jovens presentes.
23h24 . O amigo DJ apodera-se de um microfone sempre que uma das amigas se distrai, mas a luta é renhida.
23h48 . Kim, artista de Karaoke, sente uma forte deficiência respiratória.
23h59 . A Tia Teresa continua a dar baile.
0h17 . O amigo DJ impõe a sua autoridade e acaba com os hits de música popular portuguesa que a Noiva II Semestre tão bem domina.
0h29 . Começam a ver-se alguns pés descalços.
0h55 . Constatam-se algumas desistências na pista de dança o que não afecta a performance da Tia Teresa.
1h31 . As bebidas alcoólicas começam a escassear e o único remédio é atacar a sala de buffet.
1h35 . Ao primeiro aviso de que a sala de buffet será fechada planeia-se um ataque estratégico, em especial à zona dos camarões.
1h37 . A Tia Teresa não desiste.
1h58 . Primeiro pedido de evacuação dos convidados.
2h06 . Segundo pedido de evacuação dos convidados.
2h09 . Os convidados sentam-se nas escadas da entrada na conversa. Paira no ar o sentimento “Perdeu-se uma batalha, mas não a guerra!”.
2h15 . Os convidados encaram os efeitos do álcool e decidem-se pela recolha a casa.
2h28 . Os convidados conseguem finalmente mexer-se em direcção aos carros.
2h35 . A noite acaba para todos e o segurança fica na sala de karaoke a dizer pacientemente “É só MESMO mais esta Tia Teresa?! …”.

3 inputs:

FDV disse...

muito bom relato. :D

Náná disse...

Brutal.

Se eu não tivesse chorado tanto talvez tivesse a capacidade de memorizar todos esses pormenores.

Obrigada por me contares coisas que me passaram ao lado. É que, quando não estava a chorar, ou agarrada ao microfone, estava atrás do fotógrafo para ele me captar com a sua objectiva. Há que praticar....

Scratchy disse...

faltou aí qq coisa como:
2h01 - Amiga Paz faz birra com vai-se-lá-saber-porquê e quem atura é o amigo DJ... como de costume!... :P
ah e já agora:
3h00 - Amiga Paz vem no carro a dormir q nem uma porca (salvo seja) o caminho inteiro e quem se lixa (porque vem quase a morrer de álcool? ou de sono? ou de ambos?) é o amigo DJ... como de costume!... :P

Depois disto e de ter andado à procura de alianças com a noiva na pitoresca freguesia (leia-se com ar enojado) de Santo António e na (não menos bela) Moita, acho q tenho um lugar no céu?.. Ou não? :P