terça-feira, 11 de outubro de 2005

Pó, tempo..

Andei em arrumações. Volta e meia dá-me esta pancada e sinto a necessidade urgente de (re)arrumar tudo no meu espaço (independentemente de haver em concreto falta de espaço, mau aproveitamento do mesmo ou, simplesmente, desarrumação).
Ganhei a já costumeira dor de costas/dor de tudo, mas ganhei também uma mão cheia de memórias e lembranças que estavam já caídas no esquecimento. Foram daquelas que só se conseguem avivar quando se fazem arrumações profundas e se mexe em cada porcariazinha insignificante que pessoas como eu guardam religiosamente como o Tio Patinhas guarda o seu tesouro de moedas de ouro.
Pelo meio de muitas outras coisas interessantes, surgiu-se-me este mail, dirigido a mim por alguém que já não vejo há anos.
Reli-o e agora, alguns anos depois e completamente fora do contexto em que foi escrito, pareceu-me tão adequado como na altura. Há coisas estranhas..

Thu, 27 Sep 2001 23:13:34
Quando o tempo e as circunstâncias se juntam não há muito a fazer a não ser esperar o que está para vir. Mas quando não gostamos do que veio tomamos uma decisão. Mas quando tomamos uma decisão, às vezes, arrependemo-nos ou então simplesmente não vale a pena.

Às vezes tenho pena de ser um ser humano, uma espécie desprezível que confunde coisas simples e baralha as coisas mais bonitas transformando-as em coisas feias. Tenho pena que pouca gente se aperceba mesmo do que é importante. Sou estúpida, naïf, ignorante (até talvez), mas sei que há coisas que não são para ser desperdiçadas, e sei que há outras que são desperdiçadas mas pelas quais não posso fazer nada.

É uma merda que seja assim e que as coisas que estão ao alcance de todos desapareçam só por desaparecer.

Tenho saudades do tempo em que as coisas entre todos eram simples e claras.

“No matter. Try again. Fail again. Fail better.”
Samuel Beckett

3 inputs:

Mary Mary disse...

Sem dúvida! Um mail muito bonito!
Cair e levantar. Cair e levantar. Mas é a vida e temos que lutar por ela custe o que custar...
A vida é simples nós é que a tornamos complicadas...

MPR disse...

Um tipo passa um dia sem vir cá e é isto! Ainda por cima um post com este titulo, eu que passei o dia rodeado de pó!
Houve mesmo um tempo em que as coisas entre todos eram simples?

pitseleh disse...

Uma pessoa cm eu nunca achará q as coisas conseguem ser simples. Mas hj em dia já consigo perceber q há quem ache. Quem escreveu isto achava..