quarta-feira, 18 de maio de 2005

please do #6

Talvez por não saber falar de cor
Imaginei
Talvez por saber o que não será melhor
Aproximei
Meu corpo é o teu corpo
O desejo entregue a nós
Sei lá eu o que queres dizer
Despedir-me de ti
Adeus
Um dia voltarei a ser feliz
Eu já não sei se sei o que é sentir o teu amor
Não sei o que é sentir
Se por falar falei
Pensei que se falasse era fácil de entender
Talvez por não saber falar de cor
Imaginei
Triste é o virar de costas
O último adeus
Sabe dEUS o que quero dizer
Obrigado por saberes cuidar de mim
Tratar de mim
Olhar para mim
Escutar quem sou
E se ao menos tudo fosse igual a ti
Eu já não sei se sei o que é sentir o teu amor
Não sei o que é sentir
Se por falar falei
Pensei que se falasse era fácil de entender
É o amor que chega ao fim
Um final assim-assim
É mais fácil de entender


the gift . fácil de entender

4 inputs:

scratchy disse...

for everything i ever said
and everything i've ever done is gone and dead
as all things must surely have to end
and great loves will one day have to part
...
Foi bom... Lembra-te de tudo o que te disse... Always here..
god only knows what i'll be without you...*

Ramiro disse...

O espaço e o tempo definirá o vosso futuro! Adoro-vos

Tita disse...

Hum, essa é a letra de uma música que os Gift cantam no fim o concerto, e que nem vem no disco, certo?
Se for um original teu, peço desculpa pelo que disse, e retiro todas as minhas palavras!!!
Anyway... Adoro o poema!!! :)

pitseleh disse...

Antes fosse (um original meu..). É dos Gift e vem no CD. No AM (numa aparelhagem q tenha contador negativo) anda 6mins e 6segs p trás no início do CD. Dá trab, mas vale a pena..